Voltar 29 de Março de 2021

Secretário de Estado da Educação garante que retorno das aulas presenciais acontecerá somente após vacinação


O Sintero participou de reunião virtual nesta quarta-feira (24/03), com a Comissão criada pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), responsável por discutir e traçar o plano estratégico de retorno das aulas presenciais em Rondônia. Na oportunidade, foi garantido pelo secretário Suamy Vivecananda Lacerda Abreu, que o retorno será efetivado somente após a vacinação de grande parcela da população rondoniense.

A ação foi analisada com satisfação pelo Sintero, que sempre defendeu o retorno presencial condicionado à vacinação em massa dos trabalhadores em educação e de uma parcela significativa da sociedade. O sindicato também reitera a necessidade de adequação física das estruturas educacionais, de forma que as orientações sanitárias continuem sendo adotadas pelas instituições públicas enquanto o cenário pandêmico durar.

Durante a reunião foi discutido sobre o ano letivo de 2021, que atualmente está sendo operado de forma remota. Foi iniciado pela Comissão, o debate sobre a aplicação do formato híbrido, sinalizado positivamente pelo Secretário de Estado da Educação. O Sintero manifestou preocupação diante da modalidade de ensino, visto que a prática tende a contribuir com a sobrecarga de trabalho dos docentes. Destaca-se que o formato híbrido permite o atendimento de aulas presenciais e remotas, simultaneamente.

O Sintero ressaltou que não concordará com medidas que extrapolem a carga horária dos professores e gerem cobranças excessivas, provocando graves efeitos à saúde mental desses profissionais, que já encontra-se fragilizada diante da nova rotina de trabalho.

Em resposta, a equipe pedagógica da Seduc informou que está fazendo estudos e buscando soluções para evitar conflitos legais. Se necessário, informou que haverá contratação temporária para atender a demanda.

O Sintero esteve representado na reunião pelo secretário de Organização, Jose Augusto Neto  e a presidente do Conselho Fiscal da entidade, Francisca Diniz de Melo Martins.

 

 


Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE