Voltar 23 de Março de 2021

Sindicatos promovem carreata contra a Reforma Administrativa


Os sindicatos de Rondônia farão uma carreata na próxima quarta-feira (24/03) para denunciar os retrocessos impostos pela Reforma Administrativa (PEC 32/2020),  proposta pelo Governo Bolsonaro. 

Entre os principais pontos, a proposta facilita o desligamento do servidor, possibilita a retirada de direitos e benefícios, impõe o fim da estabilidade dos servidores, suspende as promoções e progressões por tempo de serviço, amplia o poder do Executivo para extinguir e transformar cargos, órgãos, autarquias e funções e cria novos vínculos de contratação.

Em mais um ataque aos servidores públicos, a PEC 32/2020 é utilizada com o discurso de que acabará com privilégios, quando na verdade não atingirá o “alto escalão público”, sendo ele, os parlamentares, magistrados, promotores, procuradores e militares.

Na análise dos sindicatos, além de visar a precarização do trabalho, a reforma irá comprometer a qualidade dos serviços e o atendimento à população. Também representa a retirada de direitos e a privatização dos serviços públicos.

Os sindicatos de Rondônia convocam os servidores públicos de todas as categorias, para que se somem ao ato público, que terá início às 09h, com concentração no Espaço Alternativo. Todos os manifestantes devem permanecer em seus veículos durante toda a atividade, para evitar a exposição ao coronavírus. Além disso, devem estar utilizando máscara de proteção e álcool.

Participe. Seus direitos históricos estão em risco!


1 Comentários

  • Araújo Pinto de Almeida
    23 de Março de 2021

    Cadê os representantes que o sintero elegeu pra nos defender? Cadê a democracia e a constituição ? A luta vai pela vigilância e não se deixar ser espoliado por quem quer que seja. Lembrando que representantes competentes não deixa perder o jogo. Lembra do tafarel? Agora se for frouxo da vergonha , apesar de ser vários. Lembra de 2016.pense na minha parábola. ..

    Sintero
    Resposta do Sintero
    25 de Março de 2021

    O Sintero luta para que o conjunto de atrocidades proposto pela PEC 32/2020 seja barrado.

Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE