Voltar 06 de Novembro de 2022

URGENTE: DIGEP divulga lista de professores que ainda não requereram enquadramento do EBTT


A Digep/RO, através da Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD), divulga lista de professores transposto por meio da Portaria nº 5.321, de 12 de maio de 2022, que ainda não fizeram opção para enquadramento na Carreira de Magistério do Ensino Básico Técnico e Tecnológico (EBTT).

De acordo com a Digep, o prazo de 180 dias para os servidores listados solicitarem enquadramento finaliza na próxima terça-feira (08/11). Sendo assim, estes estão sendo convocados em caráter de urgência para que assinem o requerimento e entreguem a documentação necessária.

Destaca-se que através do EBTT, os/as servidores/as podem requerer o Regime de Dedicação Exclusiva e o Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC), benefícios que asseguram melhorias salariais significativas aos transpostos.

Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone 3217-5616.

VEJA OS NOMES ABAIXO:

https://sintero.org.br/downloads/professores-transpostos-portarria-5321-de-120522.pdf 


4 Comentários

  • Alfredo Rodrigues de Lima
    13 de Novembro de 2022

    Já entrei em contato com o Sintero

  • Alfredo Rodrigues de Lima
    13 de Novembro de 2022

    Já entrei em contato com o Sintero e a documentação foi enc

  • Alfredo Rodrigues de Lima
    06 de Novembro de 2022

    Eu fiz a opção assinei a declaração, está faltando a parte a EBTT que eu estava esperando sair o primeiro vencimento para gerar o número da matrícula Federal, não saiu amanhã vou até o Sintero solicitar ajuda da acessória jurídica.

  • Mardoqueu Moreira de Araújo
    06 de Novembro de 2022

    Ver se meu nome está na lista

    Sintero
    Resposta do Sintero
    07 de Dezembro de 2022

    Confira as datas em https://www.gov.br/economia/pt-br/assuntos/comissao-ex-territorios/atas/2022-4/camaras-de-julgamento-de-rondonia

Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE